sábado, 13 de junho de 2009

A dor maravilhosa.

Alguns casais sempre tentam achar alguma novidade para arrebatar a já conhecida cartela de relacionamentos.

Ano passado foram os relacionamentos bissexuais, mes passado, da troca de casais.

Essa noite, é sadomasoquismo.


E claro, para essa festa, fomos todos convidados.
Mas, antes de discorrermos sobre o assunto, vamos estudar o que significa sadomasoquismo.


Masoquismo:
1. Perversão sexual em que a pessoa só tem prazer ao ser maltratada física ou moralmente; algolagnia passiva:
2. P. ext. Prazer que se sente com o próprio sofrimento.


É daí que vamos dar início ao assunto.

Tudo sempre começa com uma brincadeira inocente e acaba virando um vício.
Alguns fetiches aparecem somente tarde da noite, dentro de casa, quando voce menos espera. Até mesmo em um telefonema.

Aonde isso entra no assunto RELACIONAMENTO?

Vamos lá.

Os homens são engraçados.
Tomam suas decisões por si próprios, fazem e acontecem. Quando faz algo de errado ou te conta alguma coisa que voce ainda nao sabia, fica te olhando com aquela cara de "qual o problema?". Quando decidem fazer alguma coisa, como uma viagem insperada, ou até mesmo terminar o relacionamento, eles nao pensam em voce no processo de decisão.

E o pior, eles sempre fazem isso.
Nós pensamos em "nós", e a versão de "nós" para eles é "eu e meu pênis".

Uma hora ele está todo romantico, depois, te poe de lado.
E voce nao acredita que isso está acontecendo com voce. De novo.

Nos perguntamos porque continuamos fazendo isso com nós mesmos. É ai que voce percebe que o seu relacionamento é masoquista.

Nos relacionamentos, há sempre uma linha tênue entre dor e prazer. Acredita-se que um relacionamento sem dor nao vale a pena. Para alguns não há crescimento sem dor. Mas quando sabemos aonde as dores desse tal crescimento termina e fica só o sofrimento?

Somos masoquistas ou otimistas insistindo em andar nessa linha?

Em um relacionamento, como podemos saber qual é o limite?

Por que as vezes é tão dificil para algumas pessoas nos considerar como um fator de verdade em suas vidas?

Então voce começa a ficar com raiva. Não do seu companheiro, mas de voce mesmo. Como voce pode ser tão sádico? Teu parceiro só tem o chicote, mas quem se acorrenta é voce. Acorrenta-se a um homem que morre de medo de se acorrentar.

Então, às vezes, após fazer amor com ele voce sabe que está tudo acabado. Será que voce ama mesmo ele ou está viciado em dor? A dor maravilhosa de querer alguem tão inatingível.

E então voce se decide, e se liberta desse amor.

Voce está livre.

Mas nao tem nada de maravilhoso nisso.








.

3 comentários:

Dam disse...

viadinho, viadinho!

DIEGO disse...

otimo Texto lucci...

dreka disse...

Lucci, é a dreka, linkei seu blog lá no meu =p

http://tksforallthefish.wordpress.com/