quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Um amor (quase) perfeito.


Você é tudo o que eu pensei que voce nunca seria.


E me mostrou sentimentos que nunca imaginei que haviam dentro de voce, mas ainda assim você está no meu coração e eu juro que daria minha vida para saber como voce se sente em relação a isso.


Você é o único que eu desejo ter esquecido, o único que eu amo o fato de nao ter perdoado, e mesmo que voce tenha machucado meu coração, você ainda é o único.


E mesmo que as vezes eu te odeie pelo fato de nao conseguir apagar o quanto você me machucou e colocou lágrimas no meu rosto, e mesmo agora te odiando, me dói dizer que eu sei que eu estarei aqui para você.


Tem coisas que eu sinto que eu quero dizer, mas até agora eu tive medo de que você nunca mais voltaria para mim, mas mesmo assim ainda sinto vontade. Voce diz ter o maior respeito do mundo por mim enquanto eu nao consigo sentir que voce merece e mesmo assim, você está no meu coração. Ainda é o único.


E sim, ainda há vezes que eu te odeio, mas mesmo assim eu nao reclamo porque tenho medo que você suma para sempre, porque sei que estarei feliz se no final do dia voce voltar para mim.

Me sinto em lugares dentro de mim em que eu nunca deveria estar, e vivo em mundo que se chama "eu e você".


Eu não quero ficar sem o meu amor, não quero ter um coração machucado.


Não quero respirar sem o meu amor.


Eu sei que te amo e preciso dizer que vou te amar de um jeito melhor ainda.


Eu não quero um coração partido, e nem quero contracenar esse papel.


Eu não tenho que ter medo, meu coração está livre para abrir as asas e voar com você.





Quand se ama alguém, você leva esse alguém com voce para todos os lugares.
Boa sorte com a sua melhor, ou pior companhia.

2 comentários:

Mariah disse...

Ai, Lucci, dolorido...
Forte e intenso em cada palavra, forte no sentir tb. Entendo cada palavra desse post, e quer saber?!! Um dia ameniza.
Adoro vc, luxo puro!!!!
Beijos

Áudrea disse...

Amei Lucci, simplesmente profundo!
bjs